VIII Conferência Municipal de Assistência Social

Assistência como direito, financiamento público e participação social foram os eixos que pautaram a “VIII Conferência Municipal de Assistência Social” realizada pela Prefeitura, por meio da SMCAS e do Conselho Municipal de Assistência Social.

Na quinta-feira (26) o público, que lotou o CTG Herança Campeira, contribuiu com o debate sobre a construção de políticas públicas, a defesa de direitos e garantias para a participação e controle social.

Mais de 100 pessoas foram credenciadas para debater os eixos e definir- votando democraticamente – sobre os encaminhamentos.

A programação contou com a palestra do gerente de planejamento da Secretaria de Assistência Social de Pelotas, Jaime Starke, que na apresentação abordou o tema do encontro.

Na abertura o prefeito Mauro Nolasco ressaltou a importância de lutar por espaços de construção e participação coletiva. “Atualmente vemos direitos e garantias ameaçadas pela política nacional. Por isso é fundamental somar esforços e reunir a sociedade organizada para evitar que os retrocessos propostos atinjam aos que mais precisam de apoio e amparo”.

Ao lado do prefeito, participaram do ato de abertura a vice-prefeita e Secretária de Educação, Gilciane Baldassari, a Secretária de Cidadania e Assistência Social, Mariglei Argiles, a presidente do Conselho de Cidadania e Assistência Social, Zeneida Motta, além do palestrante convidado.

Após o intervalo de almoço, o grupo musical do CAPS Casa Vida realizou a apresentação artística interpretando canções que animaram a todos presentes.

Ao final, além das moções e propostas, foram indicados como representantes do Conselho Municipal, delegados para a Conferência Estadual e Nacional, a psicóloga Thais Berrutt (Governo Municipal) e Roberta Rosa (Sociedade Civil).