fbpx

União e foco na assistência à vulnerabilidade social

Instituir um novo caminho voltado ao atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade econômica-social, reforçado por um programa municipal específico e que valorize produtores de hortifrutigranjeiros do município.
Essa é a proposta em formatação pela Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (SMCAS), em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura Indústria e Comércio(SMAIC) e Emater, a qual visa substituir com qualidade o programa do Governo Federal e convênio denominado PAA – Programa de Aquisição de Alimentos, que fornecia hortifrutis às famílias vulneráveis cadastradas nos Centros de Referência em Assistência Social(CRAS) e beneficiarias do Programa Bolsa Família.


A atual proposta municipal pretende cadastrar através da SMCAS, SMAIC e EMATER, via chamamento público no modelo do PAA, produtores do município para que estando habilitados os mesmos possam fornecer à SMCAS os alimentos para serem distribuídos às famílias. A Emater e SMAIC ajustarão campanhas de incentivo aos agricultores no sentido de fomentar a produção dos alimentos desejados pelo Programa Municipal de Aquisição de Alimentos, em fase de formatação.
A SMCAS ajustará a busca por recursos, via emenda parlamentar e próprios, para custeio das aquisições para suprir as necessidades alimentares, em princípio, serão atendidas cerca de 100 famílias em situação de vulnerabilidade cadastradas e aptas a receber o reforço alimentar. Esse número deverá aumentar consideravelmente em função da renovação cadastral.
DOCE REFORÇO
Por outro lado, a SMCAS, SMAIC e Emater receberam na semana passada a visita de empresário do segmento da agroindústria municipal o qual pretende ofertar seus produtos(foto) para comporem a cesta de alimentos que são distribuídos.