Recém empossado presidente da Azonasul, Mauro Nolasco, prefeito de Capão do Leão, dá retorno positivo às prefeituras

Um dia após ter anunciado que uma de suas prioridades na sua gestão dentro da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) seria a busca de alternativas para minimizar os atrasos dos repasses estaduais para a saúde, o presidente Mauro Nolasco, prefeito de Capão do Leão, dá um retorno positivo às prefeituras: o governador Eduardo Leite anunciou a estruturação de um programa para regularizar os débitos.

A divulgação foi feita durante a Assembleia de Verão da Famurs, que está ocorrendo em Torres até o fim da tarde desta sexta-feira, com a participação de centenas de prefeitos gaúchos.
O programa lançado por Leite prevê investimentos superiores a R$ 1,1 bilhão, dos quais R$ 486 milhões empenhados e liquidados (restos a pagar) com contratos, onde estão considerados também os repasses aos municípios, e R$ 639 milhões que sequer foram empenhados ainda.
“A partir de março, vamos começar a regularizar os pagamentos. Como não é possível quitar tudo de uma vez, pois não há recursos em caixa, vamos parcelar os repasses, possivelmente em 36 vezes”, afirmou o governador.


Repasses
Em março, o governo repassa R$ 41,5 milhões aos municípios, valor referente a 100% do passivo de janeiro, e R$ 24 milhões aos hospitais públicos e filantrópicos, com R$ 16 milhões da totalidade do mês de janeiro e R$ 8 milhões, a metade, de fevereiro, chegando a R$ 65,5 milhões. “Neste início de 2019, conseguimos normalizar compromissos com a Educação, não vamos descansar enquanto não colocarmos em dia também a Saúde”, destacou o governador.
O presidente Nolasco enalteceu a disposição do governo estadual em saudar as dívidas para a melhoria das condições de atendimento e qualidade de vida dos cidadãos. “ É na porta de cada um dos prefeitos que os problemas esbarram. São vidas que correm risco sem o atendimento adequado face à escassez de recursos. Acredito que o entendimento prevalecerá e vamos avançar em muitas questões”, declarou.

Fonte:
Azonasul
Ascom – Kariza Barros