Prefeitura DECRETA Situação de calamidade pública em virtude da falta de combustível para os veículos e necessidade de economizar para manter os serviços básicos

A Prefeitura de Capão do Leão vai aderir nesta sexta-feira (25), ao dia de paralisação em função do AUMENTO ABUSIVO NO COMBUSTÍVEL, de acordo com a orientação da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul – FAMURS.

Dos 497 municípios do estado, 373 anunciaram que devem aderir. Importante esclarecer que estarão paralisados somente os serviços que utilizam combustíveis com exceção da SAÚDE, serviços administrativos e os órgãos municipais estarão funcionando normalmente.

Segundo o presidente da Famurs e prefeito de Rio dos Índios, Salmo Dias de Oliveira, a paralisação tem origem na manifestação dos prefeitos. “Por decisão da ampla maioria dos prefeitos, todo o transporte que utiliza combustível, exceto saúde, vai paralisar nos municípios amanhã. Com o aumento dos combustíveis, os serviços das prefeituras irão encarecer e os municípios não têm como arcar com esse custo. O combustível é o insumo mais utilizado nos municípios”, afirma.

Decreto de “Situação de Calamidade Pública”, de Capão do Leão: