II Conferência Municipal de Educação reúne mais de 500 participantes em torno do debate e reflexão sobre o tema

O auditório da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, localizado no Campus Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Capão do Leão, acolheu na quarta-feira (25), os mais de 500 participantes da II Conferência Municipal de Educação, promovida pela Secretaria de Educação, Cultura e Desporto do município.

O evento teve como objetivo debater e avaliar as 20 metas do Plano Municipal de Educação, incluindo a reflexão sobre a educação pública de qualidade.

Ao longo do dia, educadores e colaboradores da área debateram questões voltadas ao tema, dividido em cinco eixos: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Ensino Médio e Superior, Valorização dos profissionais da educação, gestão democrática e financiamento da educação.

A abertura da II Conferência contou com a presença do prefeito, Mauro Nolasco, da vice, Gilciane Baldassari, do Secretário de Educação, Gustavo Domingues, das Presidentes dos Conselhos Municipais da Educação e dos Direitos da Criança e do Adolescente, Luciane Dutra e Ignácia Farias, do presidente da Câmara de Vereadores, Francisco da Silveira (Chiquinho), do promotor Regional da Educação, Paulo Roberto Charqueiro, e da professora da Faculdade de Educação, Dra. Lúcia Peres, representando a Reitoria da UFPel.

Durante a manhã, a programação incluiu a apresentação da Orquestra Estudantil da Escola Estadual Ginásio do Areal. O Projeto, que atende crianças e adolescentes dos Ensinos Fundamental e Médio, em atividades extraclasse de música, atualmente é coordenado pela professora Lyz Ferreira e conta com mais de 100 alunos. A programação cultural também contou com a apresentação musical do Diretor de Cultura e Desporto, Éverson Maré.

O evento iniciou com a palestra “Escola vigiada: a Educação e o estreitamento do espaço democrático”. Ministrada pelo Prof. Dr. Sebastião Peres, graduado e mestrado em História, doutorado em Educação. Atualmente, professor da UFPel e Vice-Diretor do Instituto de Ciências Humanas (ICH), com experiência nas áreas de História da América e de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Reformas Educacionais, Currículo, História da Educação e Livros Didáticos.

No encerramento da Conferência, a maioria dos eixos apontaram para a não conclusão das metas, tendo em vista que o Plano tem duração de 10 anos e a maioria das metas tem previsão de conclusão a longo prazo. Vale ressaltar que também foram considerados alguns avanços de metas, em fase de execução.

O Secretário, Gustavo Domingues, disse em nome do Governo Municipal, estar trabalhando fortemente na construção de um extenso calendário de eventos de qualificação para os profissionais da Rede Municipal de Ensino. “Sem dúvidas a II Conferência de Educação, nos possibilitou perceber as principais demandas de quem está na base da educação do nosso município. O evento foi um sucesso!”, concluiu.

O prefeito participou da abertura, acompanhou o evento e destacou a importância dos debates. “Essa atividade tem como objetivo alinhar as ações e os projetos para a educação, com foco no Capão do Leão, mas entendendo o contexto nacional e o momento que vivemos. Cientes destas questões reforçamos e reconhecemos a importância da educação, fundamental na formação de todo cidadão”, observa.