Emater Capão do Leão 30 anos ajudando no desenvolvimento de atividades agropecuárias

DSC_0026

DSC_0016

DSC_0033

Atos solenes nas sedes da Emater/RS e do Sindicato Rural de Capão do Leão marcaram o início das comemorações dos trinta anos de trabalho no setor agropecuário. A importância da Emater na formação e no desenvolvimento do município foi o foco principal dos pronunciamentos e homenagens que ocorreram na terça-feira, às 10 horas na sede central das duas entidades.

O primeiro ato solene foi marcado pelo descerramento de uma placa, pelo Prefeito Claudio Victória, pelo Diretor Técnico da Emater/RS, Lino Moura, pelo Presidente do Sindicato Rural, Clóvis Victória e pelo representante do poder legislativo, vereador Emerson Britto, ao excelente trabalho prestado pela Emater/RS nestes 30 anos voltados á assistência técnica e extensão rural.

Já o segundo ato solene aconteceu na sede do Sindicato Rural de Capão do Leão, com homenagens aos Prefeitos e funcionários que deixaram um legado valoroso de contribuição na conquista de novos investimentos e no desenvolvimento de novos projetos.

De acordo com o Diretor Técnico da Emater/RS, Lino Moura, a entidade possui oito escritórios regionais, 494 escritórios municipais, além de vários centros de treinamentos de capacitação para agricultores, sete unidades de cooperativismo, 45 unidades de classificação de produtos de origem vegetal, tudo isso visando levar informações, possibilidades de capacitação, apoio técnico, elaboração de projetos e mobilização das famílias rurais, além de desenvolver núcleos do artesanato, agricultura urbana, reforma agrária entre inúmeros trabalhos da Emater/RS. “Temos toda estrutura capaz de chagar as famílias rurais e também aos parceiros das zonas urbanas. No Rio Grande do Sul em 2014, foram aprovados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), 39 mil projetos, num investimento de 1,24 bilhões de reais, buscando o desenvolvimento rural”, apontou Moura.
Para o Presidente do Sindicato Rural de Capão do Leão, Clóvis Victória, o município de Capão do Leão tem uma localização privilegiada, e isso atrai o interesse de investimentos de novas empresas “Em breve seremos o maior pólo do agronegócio da região”, aponta.

Outra parceira da Emater/RS é a Embrapa Clima Temperado. Segundo o chefe-Geral, Clenio Pillon, a nossa Emater/RS é a melhor do País. Isto é fruto do compromisso e do comprometimento dos trabalhadores desta instituição. “Eu não conseguira ver a Embrapa sem a Emater/RS. É sem dúvidas a nossa maior parceira”, disse Pillon.
A responsável pela Emater leonense, Cristina Costa Schramm, disse que a Emater/RS trabalha em cima de cinco eixos principais decididos em reunião com entidades parceiras no final de 2014, e que existem vários projetos em andamento, entre eles estão; solos, bovinocultura do leite, segurança e soberania alimentar, pecuária alimentar e a produção de base ecológica. Todos esses projetos estão em andamento e possuem metas a serem cumpridas.

DSC_0023
Vereador Emerson Britto, prefeito Cláudio Vitória, Dr. Lino Geraldo Vargas de Moura e Clóvis Victória no descerramento da placa alusiva aos 30 anos da Emater/RS

Ainda de acordo com Cristina Costa Schramm, a produção de leite é a principal atividade rural em Capão do Leão com uma produção de 8,5 milhões de litros. Ao todo são 54 produtores. Além da produção leiteira, nossa cultura possui outras atividades agropecuárias, com destaque. Grãos – destaque para o arroz irrigado, seguida da soja e milho. Hortifrutigranjeiros – é basicamente para subsistência com a comercialização do excedente. Pecuária de Corte – maioria de exploração extensiva, sendo que o maior rebanho é de bovinocultura de corte, seguido de ovinocultura. A pecuária familiar é bem significativa no município.

Dados da Emater/RS registram 806 propriedades rurais de acordo com sua distribuição fundiária. Até 50 hectares são 587 propriedades. De 50 a 100 hectares são 94 propriedades. De 100 a 200 Hectares são 47 propriedades. De 200 a 500 hectares são 45 propriedades, e mais de 500 hectares são 33 propriedades. Nas áreas de até 50 hectares, há predominância da atividade de bovinos de leite, pecuária familiar, culturas de milho, soja, criação de pequenos animais entre outros. Nas demais áreas a exploração predominante é a pecuária de corte, bovinos de leite, plantação de milho, soja e arroz irrigado.

Durante o evento foram homenageados todos os prefeitos, funcionários antigos e recentes. Atualmente cinco profissionais trabalham na Emater/RS – Capão do Leão – São eles: na Coordenação Cristina Costa Scheamm; Técnico Agropecuário, Edenilson Batista de Oliveira; Técnico Agropecuário, Liziane Blaz Pereira e Assistente Administrativo, Paulo Roldan Pinto.