Água – ETA São Gonçalo será ativada ainda este mês garantindo o abastecimento do município

Com o objetivo de buscar garantias para o abastecimento de água à comunidade, o prefeito Mauro Nolasco reiterou as reivindicações do governo municipal junto à CORSAN em reunião realizada ontem (5), com o superintendente regional sul, Marco Augusto Silva, e a adjunta, Silvana de Dutra.

Após um histórico de encontros do prefeito com representantes da Companhia, as informações são positivas para a população leonense.

Ciente dos problemas de falta de água no município, agravados pela forte estiagem, o superintendente afirmou ao prefeito que, emergencialmente, a Estação de Tratamento de Água, ETA, São Gonçalo, instalada na Embrapa, será ativada ainda neste mês.

A expressão “emergencialmente” foi utilizada por dois motivos. Primeiro, porque devido a falta de chuva, o volume de água no Arroio Padre Doutor está comprometido. Hoje, no local, são captados 40 litros por segundo para o abastecimento do Capão do Leão.

Segundo, porque a alternativa para o abastecimento é pela ativação da ETA que capta água do São Gonçalo. No entanto, para viabilizar e agilizar a captação em um ponto mais próximo da obra no Canal, será realizado um corte na adutora e colocada uma bomba no canal da Embrapa. Desta forma, a água bruta chegará em duas ETAs compactas, cada uma com capacidade de 30 litros por segundo.

A medida, além de assegurar o abastecimento, possibilita a recuperação do nível da água no Arroio Pe. Doutor.

Na oportunidade, o superintendente regional afirmou que na primeira quinzena de março será assinado o contrato para a obra completa da ETA São Gonçalo, ação que garantirá a normalidade no abastecimento de água no Capão do Leão.

O prefeito destacou que a ETA São Gonçalo é fundamental para comunidade. “O funcionamento da Estação beneficiará diretamente mais de 17 mil pessoas, somando a população do bairro Jardim América e Parque Fragata, incluindo os assentamentos da Palma e da Embrapa”, disse Nolasco.