A 3ª Feira do Livro deixa saudade e expectativa para próxima edição

Desde o dia 6, quando o patrono, Carlos Eugênio Costa da Silva, badalou a sineta na abertura oficial da terceira edição da feita do livro, o município passou a respirar poesia. A mensagem do poeta e escritor “Pra Poetizar Minha Cidade”, foi bem recebida pela população e comunidade escolar que, durante os três dias de feira, prestigiaram o evento, principalmente á noite, nas apresentações artísticas, momentos com maior aglomeração de público.

O ápice da festa aconteceu na noite do 8, quando os apresentadores Carlos Eugênio e Caroline Santos Duarte, protagonizaram a entrega do “Oscar Leonense” aos vencedores do 1º Festival de Vídeos, ao lado da réplica da estatua símbolo do município, o graniteiro. A idéia de criar o Festival de Vídeo partiu do professor da disciplina de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Pelotas, (UFPel), Josias Pereira, prontamente acolhida pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC).

Professor Josias Pereira, da UFPel, e equipe da produção dos vídeos
Melhor Vídeo (votação pela Internet) – “A Entidade” Escola Parque Fragata
Melhor Vídeo (geral) – “O preço da guerra” – Escola Parque Fragata

A produção dos 24 vídeos com duração de um até dez minutos envolveu seis escolas municipais, além de nove professores e 150 alunos. Entre edições e gravações de cenas o trabalho durou cerca de 10 meses. Os 24 vídeos classificados pelos internautas obtiveram mais de 16 mil acessos pela internet e foram analisados tecnicamente por uma comissão de jurados, que avaliou os seguintes quesitos: Melhor Trilha Sonora, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Produção, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Direção, Melhor Vídeo pela Internet, Menção Honrosa e Melhor Vídeo Geral.

De acordo com o Pereira, a ideia foi transmitir aos alunos que eles são capazes de desenvolverem vídeos nas escolas, através de seus sonhos, denúncias, ou do que tiverem vontade. “É um momento mútuo de relação diferenciada entre professor e aluno. Neste festival, Capão do Leão está de parabéns, pois houveram temas bem diferenciados de outros lugares. Os alunos escolheram temas bem atuais”, elogiou o professor.

O Patrono Carlos Eugênio se despediu agradecendo a todos que participaram da feira, que segundo ele, esta feira deixará saudades. Entretanto , ele tem a certeza de que o município está no caminho certo, e que outras feiras virão com novas atrações. Já a Secretária de Educação Suélen Cardoso, agradeceu a todos que trabalharam para a realização do evento, e desejou sucesso ás próximas edições.

Classificação
Com 15,8% dos votos pela internet, a escola Elmar Costa, ficou com o 3º lugar com o vídeo “As virada que a vida dá”. O 2º lugar obteve uma votação de 16,3%, e foi para a escola Bordalo de Pinho, com o vídeo “Sentimentos de Menina”. O 1º lugar ficou com a escola Parque Fragata, com o vídeo “A Entidade”.

Na classificação de Melhor Vídeo, a escola Luiz Rafael, ficou com o 3º lugar, com o vídeo “Opção Sexual”. Em 2º lugar ficou a escola Bordalo de Pinho, com o vídeo “Sentimentos de Menina”. O Campeão foi o vídeo produzido pelos alunos da escola Parque Fragata, “O Preço da Guerra”. Os vencedores além de receberem troféus, viajaram á Gramado, na terça-feira (13), juntamente com a uma equipe da SMEC. Durante a feira, a biblioteca itinerante do SESI registrou 1.523 visitantes e cerca de 400 livro foram vendidos.

POEMA Lema da 3º Edição da Feira do Livro de Capão do Leão
Pra Poetizar Minha Cidade
(Carlos Eugênio Costa da Silva)

Ruas compridas e largas,
Iguais a minha esperança;
Praças floridas e alegres
Habitadas por crianças.
Um olhar diminui o espaço
E na força de um abraço
Brota amizade e confiança.

Paralelos sentimentos
Nos trilhos fazem morada;
Campeiros e seus cavalos
Levantam o pó da estrada.
E nesta hora de emoção
Me diz o meu coração:
Seja feliz e mais nada!

Casas lindas, pátios grandes,
Refletem hospitalidade,
Todos por um, um por todos
Pra vencer a dificuldade.
O Cerro emoldura a lua,
E a lua, ilumina a rua,
Assim é minha cidade.

Gerson Baldassari – Jornalista – DRT/RS – 11634