1ª Feira do Peixe – Governo comemora valorização da comunidade, além do incentivo aos produtores leonenses e da região

A realização da 1º Feira do Peixe no município resultou em mais do que um espaço para fortalecer o comércio local e atender a comunidade durante a Semana Santa. Desde a abertura, às 10h de quinta-feira (13) até o encerramento às 12h, na sexta-feira (14) a comercialização intensa, assim como a participação da comunidade, surpreendeu indo além do esperado para a primeira edição.
Os peixes vivos comercializados foram produzidos no Capão do Leão. As 400 tilápias vendidas, com dois padrões, um de 600 a 700g (custando em torno de R$ 15,00 o quilo) e outro de 300 a 400g são produtos dos leoneses Airton Pimenta e Seu Argeu. Em dezembro, eles deram início ao trabalho que contou com o apoio da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Segundo o professor Ricardo Robaldo, representante da Agência da Lagoa Mirim (UFPel), “o município está de parabéns! O Governo realizando estas atividades, em parceria com a Emater e a UFPel demonstra de que com planejamento e parceria pode-se faz muito pela comunidade.”
Segundo o pescador profissional, Enílson, representante da colônia de Pescadores da Z3. “ a feira foi excelente! Fui extremamente bem recebido. Vendi mais de 300kg de filé e 200kg de peixe inteiro. Eu trouxe tainha, bagre, corvina, traíra, abrótea e cheguei pros dois dias com o carro carregadíssimo. Estou indo embora realizado, vendi tudo!”
O jovem Rodrigo Santos, de 19 anos, chegou ao final do segundo dia. Lamentando não ter ido antes, disse esperar que mais ações como esta aconteçam. Morador do município desde os cinco anos, Rodrigo comentou como é importante pra comunidade poder ter acesso a produtos e mais atividades. “Nós sempre nos sentimos meio de lado, hoje to muito feliz porque estamos vendo em pouco tempo muita coisa acontecendo. Lá em casa o pessoal anda mais esperançoso pra que mais coisas boas venham pro Jardim e pro Capão”.